Educação

Qualidade de vida

Lazer

Responsabilidade Social Empresarial


21 de maio de 2012

Construção civil – Segurança ajuda a evitar até 60% dos acidentes




Fórum reuniu 300 participantes

Fórum reuniu 300 participantes

Pelo menos 60% dos acidentes de trabalho na construção civil poderiam ser evitados com a adoção de medidas simples de segurança. O alerta foi feito pelo auditor fiscal do trabalho, Gianfranco Pampolon, da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo, no 4º Fórum SESI em Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria da Construção, nesta sexta-feira (18), no Teatro Direcional, no Manauara Shopping.

Para o auditor, bastaria que as empresas fizessem um planejamento antes do início da obra e adotassem equipamentos de proteção, sinalização e escadas adequadas para o trabalho. Pampolon ressaltou que os soterramentos e quedas são os acidentes mais frequentes nos canteiros de obra. Ele disse que é preciso mais investimentos e que cada R$ 1,00 aplicado em segurança representa uma economia de R$ 6,00 no custo da obra.

Gianfranco disse que o trabalhador deve ser informado sobre os riscos de suas atividades e que todos os trabalhadores envolvidos na obra devem fiscalizar uns aos outros. De acordo com o auditor, o trabalhador não poder ficar exposto a acidente e que a legislação trabalhista penaliza os responsáveis pelo não cumprimento das normas regulamentadoras. “No caso de acidente com morte, a punição varia de 1 a 3 anos de prisão, de acordo com o Código Penal, além de indenização em dinheiro que deverá ser pago à família do trabalhador”.

De acordo com o Ministério da Previdência Social, a construção civil é o setor que mais registra acidentes de trabalho no País. De cada 10 casos, dois acontecem nos canteiros de obras. No Brasil, cerca de 700 mil acidentes de trabalho são registrados todos os anos. O Amazonas ocupa o 2º lugar na Região Norte com cerca de 8 mil acidentes. Segundo pesquisa do SESI Nacional, a indústria da construção emprega cerca 2,1 milhões de trabalhadores, o que corresponde a 5,2% do total de empregos formais no país.

 

Auditor fiscal do trabalho, Gianfranco Pampolon, um dos palestrantes

Auditor fiscal do trabalho, Gianfranco Pampolon, um dos palestrantes

Programa Nacional

Promovido pelo SESI Amazonas em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Amazonas (Sinduscon-AM), o Fórum teve como ponto alto o lançamento, no Estado, do Programa Nacional SESI de Segurança e Saúde no Trabalho para a Indústria da Construção.

De acordo com a gerente de Saúde do SESI Amazonas, Conceição Costa, trata-se de um programa de inovação tecnológica em saúde e segurança no trabalho (SST) para a indústria da construção, composto por estratégias de atuação, buscando contribuir para a redução dos acidentes e doenças no trabalho, por meio de palestras educativas nos canteiros de obras. Ela ressalta que serão realizadas ações integradas relacionadas às condições de meio ambiente, de riscos ambientais e de controle médico e saúde ocupacional adaptados à realidade da construção civil.

Ainda na programação do Fórum, foi lançado o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), pelo diretor de Relações Internacionais da Ticket, Roberto Baungartner, além de apresentação do  Grupo de Teatro  Popular do SESI.



Outras Notícias

1.09.2014 - Festival Internacional de Robótica FLL reunirá 210 estudantes de seis países em Belo Horizonte

28.08.2014 - CCE vence a Showa de virada e fica com ouro no futsal

26.08.2014 - Jogos Estaduais do SESI_julho_2014

25.08.2014 - SESI e Sinduscon promovem ação para trabalhadores


Destaques

Links

Global Fórum ver site

Fundação Nokia ver site

Super Abril ver site

  • SESI - Serviço Social da Indústria
    Av. Getúlio Vargas, 1116, Centro - Manaus - Amazonas - CEP: 69020-011
    Fone: (92) 3186-6666
    E-mail: faleconosco@fieam.org.br

    NEWSLETTER

    Cadastre-se e receba informações sobre o sistema FIEAM: