Publicada em 19 de agosto de 2019 às 4h28

Dia da Construção Social prepara trabalhadores para o futuro

No Amazonas, 1.966 pessoas, entre trabalhadores e dependentes, da indústria da construção civil tiraram o sábado (17) para cuidar da saúde, regularizar a documentação da família ou simplesmente bater uma bola e dançar, atividades oferecidas no Dia Nacional da Construção Social, promovido em todo o Brasil pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e pelo Serviço Social da Indústria (SESI). Ao todo, foram oferecidos 3.931 atendimentos no Centro de Convivência da Família “Magdalena Arce Daou”, no bairro Santo Antonio, zona Centro-Oeste de Manaus.

Realizado em parceria pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon) e o Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci), o Dia Nacional explorou o tema “O Mundo Está Mudando, E você?”, uma mensagem direcionada aos trabalhadores sobre a necessidade de se prepararem para o futuro. O evento foi realizado em 30 cidades brasileiras e gerou 161.371 atendimentos para 44.911 pessoas.

De acordo com o presidente do Sinduscon-AM, Frank do Carmo de Souza, a ideia por trás do DNCS, atualmente na 13ª edição nacional, é proporcionar um momento de lazer, cidadania e cultura ao trabalhador da construção civil, ao mesmo tempo em que melhora o convívio desse trabalhador com a família e o relacionamento de patrões e empregados.

Na abertura do evento, a superintendente do SESI Amazonas, Rosana Vasconcelos, disse que se sentiu honrada de participar do evento. “E, independentemente do Dia Nacional, contem sempre com a nossa parceria nos anos vindouros, sempre que o Seconci precisar, o SESI estará apoiando através da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas”, disse ela.

Os serviços de educação, saúde e cidadania foram os mais procurados na DNCS. O SESI, o SENAI e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) responderam pela maioria dos 1.613 atendimentos em Educação, nas áreas de robótica, educação continuada, cadastro de currículos para estágio e demonstração do curso de instalador elétrico residencial.

Na saúde, os 534 atendimentos foram divididos entre o SESI, o 9º Distrito Naval e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O SESI aplicou 188 doses de vacinas, sendo a maioria a H1N1 (antigripal), enquanto a Semsa realizou o teste rápido de pele e do HIV.

Como nos anos anteriores, o estande mais procurado foi o da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, Sejusc, para emissão de documentos, principalmente a primeira via da carteira de identidade e a certidão de nascimento. No total, foram emitidos 199 documentos.

Mudanças do mundo

Ao dar as boas vindas aos trabalhadores, o presidente do Seconci, Tatsuro Ijichi, disse: “Vocês são o patrimônio da empresa em que trabalham, tanto podem, como devem participar das mudanças do mundo. Cuidar da saúde, querer se atualizar, querer melhorar o seu desempenho na sua atividade e melhorar ainda mais o relacionamento familiar”.

Ijichi agradeceu aos mais de 30 parceiros do Seconci no evento, entre eles, FIEAM e SESI, aos mais de 200 voluntários da Secretaria de Estado de Assistência Social (SEAS) e às 14 empresas que inscreveram suas equipes de trabalhadores para participar do torneio de futsal.

No final, 11 equipes disputaram o torneio, de acordo com o árbitro Ozenildo da Silva, da Associação de Árbitros de Futsal do Amazonas (AAFAM). E a vitória ficou com o time Vira Copos, da empresa Direcional, que venceu a J.Nasser nos pênaltis. A medalha de bronze ficou com o Manauara da RD Engenharia.

Fonte: Seconci

Comente esta notícia
Pular para a barra de ferramentas