Publicada em 5 de novembro de 2018 às 4h13

Médica do SESI alerta para os cuidados com a pele

O uso inadequado de medicamentos prejudica o diagnóstico e a cura da doença. O alerta foi feito pela dermatologista do Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas), Suzi Maron, em palestra “Cuidados com a pele” para pacientes do SESISAÚDE.

De acordo com a dermatologista, em muitos casos, o medicamento modifica a doença e o melhor é procurar um médico antes da automedicação, mesmo que o sintoma seja aparentemente tranquilo e simples. “Não se automedique, muitas vezes pacientes chegam aqui (SESI) após utilizar algo indicado pelos balconistas. Eles não são médicos, não são preparados para receitar nada. Eles têm aquela prática popular, mas cada doença tem suas características. Não tente fazer nenhum tratamento sem antes consultar um especialista. Você pode estar trocando gato por lebre”, alertou Maron.

De acordo com a especialista, a rotina de cuidados com a pele começa pela manhã, com a higienização corporal, parte essencial que evita o entupimento dos poros, responsável por aparecimento de acnes e cravos. Para essa higienização, é indicado evitar compartilhar o sabonete, pois a pele de cada um é diferente, umas são oleosas, outras secas, mistas ou acneicas, cada caso é um caso.

Se sair ou ficar em uma sala sem exposição ao sol e com ar-condicionado, em ambos os casos, segundo a especialista, é indicado uso de protetor solar, mesmo que aparentemente não esteja exposto aos raios solares. E, claro, sempre procurando a indicação médica.

O protetor solar evita diversas doenças como, por exemplo, o melasma, que chega a ser 50% dos casos mais presentes no consultório, principalmente em épocas como essa de muito calor. “A proteção deve ser geral, mas principalmente das partes mais expostas, como a face, braços e partes acima do ombro”, frisou Moran.

O melasma se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo. Geralmente há uma predisposição do aparecimento do melasma em mulheres, mas isso não significa que homens não venham a ter, é que nas mulheres o fator hormonal conta muito para esse aparecimento, principalmente em mulheres grávidas, sendo obrigatório o uso de protetor solar, já que nesse caso, é evitado o uso de clareadores.

A especialista fala também de uma etapa muito importante, que não se falava há um tempo, mas que hoje passou a fazer parte dos cuidados com a pele, o uso de antioxidantes, produtos que protegem as células sadias do organismo contra a ação oxidante dos radicais livres, produzidos pelo sol, poeira e demais agressores da pele, que favorecem o aparecimento de doenças como o câncer.

Os antioxidantes podem ser encontrados nos alimentos naturais, como tomates, acerola, laranja, grãos integrais como linhaça, chia, castanha do Pará e castanha de caju. Mas, podem ser encontrados também em suplementos de vitaminas e minerais, e em cremes hidratantes, estes somente com indicação médica, de acordo com Maron.

Após ser atendida pela dermatologista, a secretária Ingrid Rose de Oliveira, 39 anos, disse receber muita atenção da médica, com dicas de cremes e produtos para higienização. “Tenho vitiligo e esclerodermia sistêmica e, por necessidade, já uso protetor solar e cremes para proteção da minha pele. Ela me receitou vários produtos, que irei usar com certeza, já é um hábito”, disse a paciente.

A dermatologista do SESI Amazonas, Suzi Maron, realiza atendimento às terças-feiras, às 14 horas, quartas-feiras, às 10 horas, e aos sábados, a partir das 8 horas, no SESISAÚDE.

O SESISAÚDE funciona na Avenida Getúlio Vargas, 1116, Centro, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 20h30 e aos sábados das 7h30 às 11h. Mais informações pelos números 3186-6610 ou 3186-6611.

Comente esta notícia
Pular para a barra de ferramentas