Publicada em 11 de fevereiro de 2021 às 3h21

FIEAM reforça defesa da BR-319 para deputado Marcelo Ramos

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, reforçou hoje (11) reinvindicação ao deputado Federal Marcelo Ramos, primeiro vice-presidente da Câmara, pela garantia de recursos para a recuperação da BR-319 e manutenção da Zona Franca de Manaus (ZFM), com suas vantagens comparativas constitucionais.

“Estamos diante de uma série de mudanças que o país terá que enfrentar para estabelecer condições favoráveis para atrair investimentos e gerar empregos. O Legislativo tem importante papel nesse aspecto, com as reformas administrativas e tributárias, temas em que o deputado é exímio conhecedor e, inclusive, relator de uma das propostas”, disse Silva, ao parabenizar o novo mandato do deputado Federal do PL do Amazonas na vice-presidência da Câmara.

A defesa das pautas econômicas importantes para o setor produtivo do Estado, tanto na área que envolve o Polo Industrial de Manaus (PIM), com as constantes ameaças aos seus diferenciais fiscais, foram pontuadas pelo presidente da FIEAM como asseguradas na Constituição.

“Precisamos trabalhar para destravar e asfaltar definitivamente o trecho do meio da BR-319, que mais uma vez mostrou-se indispensável na crise do oxigênio”, disse, ao relatar que a falta de manutenção do trecho do meio (400 quilômetros)  causou demora de quatro dias para vencer o percurso de Porto Velho a Manaus. “Com a estrada asfaltada quatro dias serão o tempo equivalente de viagem de São Paulo a Manaus”, frisou Silva. “Hoje qualquer insumo adquirido no sul e sudeste tem o transit time de 22 dias, resultando em um preço logístico elevado para o estado, assinalou o empresário.

Silva destaca a sólida formação de Marcelo Ramos, para o exercício do novo posto, especialmente na área do Direito e pela capacidade de articulação em abrir espaço para uma nova geração atuante no Amazonas. “Pela experiência que tive com o deputado ao longo dos anos, a minha expectativa é a melhor possível”.

Comente esta notícia