Publicada em 6 de julho de 2020 às 2h30

Líderes empresariais apresentam propostas ao novo superintendente da Suframa

Representantes de entidades empresariais reuniram-se com o novo titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), general Algacir Polsin, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), na sexta-feira (3), para alinhamento de ações de interesse comum, como a reforma tributária, recuperação viária do Distrito Industrial, destravamento dos Processos Produtivos Básicos (PPB), perspectivas econômicas pós-pandemia e fortalecimento do Polo industrial de Manaus (PIM).

“Entendo como muito importante a relação governo do estado com governo federal, aqui representado pela Suframa, que devem caminhar juntos. Ambos promovem, juntamente com as classes produtoras, atrações de investimento ao modelo de desenvolvimento da região, Zona Franca de Manaus”, disse o presidente da FIEAM, Antonio Silva.

Na reunião, Silva destacou a necessidade de melhoria no processo de análise e aprovação dos PPBs, e sugeriu diálogo entre as áreas envolvidas e o Grupo Técnico Interministerial (GT-PPB) para o não engavetamento das ações e o destravamento dos processos para atração de novos investimentos ao modelo econômico, assegurando ambiente de negócio com geração de renda e emprego.

O superintendente da Suframa, general Algacir Polsin, apontou como crucial para aprovação de novos projetos na ZFM a mudança no discurso, com abordagem e mostra dos benefícios sociais aqui produzidos, de desenvolvimento regional ou de infraestrutura, de qualquer que seja a área, além dos números de empregos diretos que já são sempre discutidos e apresentados

“Eu quero aperfeiçoar e diversificar a indústria, fortalecer o que já existe no PIM, e atrair novos produtos e novas empresas, diversificar”, frisou Polsin, ao sugerir mudança de abordagem. “Na hora que a gente fala do modelo ZFM, a gente começa a falar de valores e de incentivo fiscal. A ideia é ampliar mais e buscar todos os benefícios do modelo e fazer essa propaganda em todos os meios, seja por vídeo, nas conferências, em artigo de jornal e nas bancadas parlamentares”.

Sobre os projetos e os entraves presentes com o GT/ PPB, Polsin disse que estuda a área para apresentar ações de melhorias necessárias para cada setor. Salientou que a ideia, com todos os projetos, é “sistematizar, agilizar e facilitar”. O novo titular da Suframa confessou que o assunto, apesar de totalmente desconhecido por ele, já faz parte de seus estudos, com a área técnica, para ativar e destravar os PPBs que, possivelmente, estão “dormindo” em Brasília.

“Pedi estudos em duas orientações, a primeira é a de simplificar o PPB na origem. Não estou falando em Brasília, mas de conseguirmos mudar algumas coisas e o outro ponto seria se a gente mesmo não pode fazer nossos PPBs e apresentar para a indústria o que se encaixa e tenha interesse”, contou ele, ao pedir ajuda também dos setores para atrair investidores. “Nós não conseguimos nada sozinho. Vocês por muitas vezes vão ter mais facilidade de atrair o investidor. Vocês vão ter a demanda de qual o PPB fazer por iniciativa e, quando eu digo nós, são todos os setores, governo do estado, comércio e indústria”.

Recuperação das vias do Distrito

Na ocasião o presidente da FIEAM também relembrou a necessidade de retomada das obras de recuperação viária do Distrito Industrial. “É preciso resolver esse ruído de comunicação existente hoje entre Prefeitura Municipal e Suframa quanto a continuidade das obras, porque o objetivo é único: melhorar a infraestrutura viária que temos na saída de cada uma das fábricas”.

Para o avanço das obras no Distrito, o superintendente da Suframa relatou que a orientação aos técnicos e de se flexibilizar ao máximo, porém sem comprometer. “Para mim o calo no sapato agora, neste momento, é o asfaltamento, que é uma necessidade e uma demanda da indústria. Existe uma pressão da imprensa, mas, gente, eu tenho meus limites, como também tinha o Menezes (seu antecessor Alfredo Menezes), então temos que achar a melhor das soluções, não existe uma solução ótima”, pontuou ele que, nesta segunda-feira, 6, já tem agendado ida ao local para ver de perto a situação e amanhã (terça-feira) se reunir com os técnicos da Prefeitura de Manaus para discutir o assunto.

 

Comente esta notícia
Pular para a barra de ferramentas