Publicada em 29 de novembro de 2019 às 4h34

Marinha é destaque no seu modelo de Gestão

 

A Marinha do Brasil (MB) leva o troféu ouro com as organizações “3º Esquadrão de Helicóptero de Emprego Geral”, responsável pelo patrulhamento e assistência aos brasileiros habitantes de toda a Amazônia Legal, ou seja, 52% do território brasileiro; e com o modelo de gestão apresentado pela Estação Naval do Rio Negro, voltada para o apoio logístico na região amazônica, ambas subordinadas ao comando do 9º Distrito Naval.

O Esquadrão já mantém seu troféu ouro desde o ano passado em seu modelo de gestão, sendo a primeira dessas unidades aéreas de combate instalada fora do Rio de Janeiro (RJ). A missão desempenhada pela organização é de “prover meios aéreos em apoio às unidades de superfície, de tropa e às demais Organizações Militares da Marinha do Brasil, a fim de contribuir para a aplicação do poder naval na área do Comando do 9º Distrito Naval”.

De acordo com o Capitão de Corveta Leonardo Moraes Rodrigues do 3º Esquadrão a expectativa era grande para permanecer, pelo menos com a prata, já que trabalharam este ano para superar o desempenho avaliado em 2018 pela equipe do PQA.

“É o segundo ano que a gente participa na categoria 500 pontos. Ano passado foi um ano de muito aprendizado para a organização e baseado no nosso desempenho, de acordo com a avaliação feita pela equipe do PQA em 2018, nós procuramos refinar alguns processos e procedimentos internos, melhorar o que precisávamos melhorar”, disse o capitão de corveta Moraes.

Com a prata foram agraciados o Centro de Intendência da Marinha em Manaus e a 12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército. A medalha de bronze ficou com o 1º Batalhão de Comunicações de Selva. Concorrendo pela primeira vez no PQA 2019 e já alcançando a premiação máxima em suas categorias na modalidade gestão, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus) e o 7º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VII) foram premiados com o troféu 250 pontos.

A entidade ao setor varejista, CDL Manaus, participou com relatório de acordo com os critérios da modalidade gestão do PQA 2019. Disponibilizando o seu portfolio de produtos e serviços próprios e de soluções do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) para todos os segmentos de negócios, desde o comércio varejista e atacadista, serviços e indústria em Manaus e interior, a entidade, de acordo com o presidente, Ralph Assayag, contribui de forma decisiva para o desenvolvimento econômico e social da região.

“Entramos pela primeira vez no PQA com toda a vontade para mostrar o que uma entidade de classe pode fazer, além de dar oportunidade para os outros acompanharem o que nós fazemos com a gestão e isso  acaba de certa forma despertando e motivando entidades e empresas a participarem também. Quando você fala em gestão, é dentro das empresas, das entidades de classe, em tudo e ganhamos muito com isso”, relatou Assayag ao contar que no ano que vem pretende entrar com projetos na modalidade processos também.

Comente esta notícia
Pular para a barra de ferramentas