Publicada em 21 de fevereiro de 2019 às 9h23

Confiança do empresário está 10,1 pontos acima da média histórica, informa CNI

ICEI de fevereiro mostra que melhorou a percepção dos industriais sobre o desempenho atual das empresas e da economia

 

Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) caiu para 64,5 pontos neste mês. A queda de 0,2 ponto em relação a janeiro interrompe uma sequência de quatro meses consecutivos de aumento da confiança. Mesmo assim, o indicador está 10,1 pontos acima da média histórica, que é de 54,4 pontos, informa a pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 20 de fevereiro pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os indicadores variam de zero a cem pontos. Quando estão acima de 50 pontos mostram que os empresários estão otimistas.

“As expectativas estão em níveis compatíveis com os patamares anteriores à crise”, observa o gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco. “O ICEI alto mostra que os empresários estão com confiança suficiente para tomar decisões mais permanentes sobre investimentos, contratações e novos projetos. Evidentemente, isso reflete as expectativas em relação ao aprofundamento e aos avanços das reformas e da melhoria do ambiente de negócios da economia. Agora, é preciso trabalhar para consolidar esse ambiente e para que a confiança elevada se traduza em níveis mais robustos de atividade nas empresas”, afirma Castelo Branco.

A pesquisa mostra que os empresários estão mais otimistas com a situação atual dos negócios e da economia. O índice de condições atuais subiu 1,5 ponto em relação a janeiro e alcançou 55,6 pontos neste mês, o maior nível desde dezembro de 2010. O indicador de expectativas recuou 0,9 ponto frente a janeiro e ficou em 69 pontos, mostrando que os empresários estão muito otimistas em relação ao desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses.

A confiança é maior nas grandes empresas, segmento em que o ICEI alcançou 65,2 pontos. Nas médias empresas, o indicador foi de 64,2 pontos e, nas pequenas, de 63,3 pontos. A pesquisa mostra ainda que os empresários do Sul estão mais otimistas. Naquela região, o ICEI alcançou 66,6 pontos. No Nordeste, a confiança foi de 62,7 pontos, no Norte, de 64,5 pontos, no Sudeste, de 64,3 pontos, e, no Centro-Oeste, de 63,8 pontos.

Esta edição do ICEI foi feita entre entre 1º e 13 de fevereiro com 2.407 empresas. Dessas, 974 são pequenas, 891 são médias e 542 são de grande porte.

 

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Superintendência de Jornalismo da CNI

(61) 3317-9578 / 9895
imprensa@cni.com.br

SITE
http://www.portaldaindustria.com.br/

REDES SOCIAIS
https://twitter.com/CNI_br
https://www.facebook.com/cnibrasil
http://www.youtube.com/user/cniweb

IMAGENS
https://www.flickr.com/photos/cniweb/

Comente esta notícia
Pular para a barra de ferramentas