Domingo democrático

Exercemos no último domingo o nosso direito de escolher os prefeitos e vereadores que irão por quatro anos cuidar da administração dos municípios brasileiros. Todos nós, que votamos, cumprimos a obrigação de escolher exercendo a nossa liberdade, pois na democracia não podemos viver sem decidir livremente o que se vai fazer, já que política significa formular um projeto de vida, para delinear novos e favoráveis horizontes. O que às vezes faz falta é a sinceridade dos postulantes a esses cargos eletivos, grande parte deles costuma prometer o irrealizável, desperdiçando o nosso tempo com insinceridades, falsidades e traições.

Focando o pensamento no nosso município, para termos uma Manaus moderna e agradável para se viver, não devemos destinar o nosso voto a um indivíduo ou um partido, devemos votar pela melhoria e engrandecimento da nossa cidade, votar por nós mesmos, para o nosso bem-estar e para a dignidade das pessoas. É por isso que depois das eleições o povo deve acompanhar a atuação dos eleitos de perto, para que as suas ações sejam de proveito e importantes para toda a comunidade, para que possamos cobrar a defesa dos nossos interesses e nossas esperanças.

O desenvolvimento socioeconômico da nossa cidade exige o funcionamento institucional organizado, que estimule aqueles que desejam empreender com liberdade de iniciativas, facilitando o atendimento, inovando em ideias simplificadoras, fatores fundamentais para o êxito dos empreendimentos que geram investimentos e empregos para a população.

Teremos segundo turno para saber quem será o novo prefeito de Manaus. Quem for eleito deve ser cobrado durante o seu mandato por aquilo que prometeu, afinal será por causa de suas promessas que o povo o escolherá. Cobrar o seu comprometimento com os modelos modernos de gestão transparente, designando para os cargos gestores que demonstrem capacidade e honestidade de propósito, com atuações eficientes e eficazes, uma equipe que seja comprometida com o trabalho e com os anseios do povo.

Reconhecemos que algumas atividades são problemáticas, por isso mesmo, necessitamos que sejam geridas por pessoas inteligentes, pois ainda temos pela frente uma batalha longa contra a pandemia que assola o mundo, necessitando de muitas ações de combate à contaminação e preparativos para enfrentá-la e vencê-la.

Aos vereadores já eleitos, deveremos cobrar suas responsabilidades de fiscalizar a atuação do Executivo Municipal, a elaboração e discussão de leis municipais que atendam as demandas dos eleitores, as proposições alternativas para o desenvolvimento socioeconômico do município, tornando factível o equilíbrio democrático entre o Legislativo e o Executivo.

Que atuem exercendo diálogo com as outras esferas do poder, propondo atendimento das principais necessidades da população que eles representam, encaminhando-as também aos parlamentares estaduais e federais, para que ajam junto aos governos estadual e federal. Desejamos aos vencedores êxito na missão a que se propuseram.